Nordic Noir

Sou viciada em séries de tv e filmes. Viciada mesmo, do tipo vejo tudo nem que seja um episódio só pra ter uma opinião. Mas o que gosto mesmo são de dramas. E uso meu trabalho como desculpa e transformo esse “guilty pleasure” em “referências de novas linguagens”. Referência é tudo, né? Então vejo tudo e, hoje em dia, não me sinto mais culpada.

De uns dois anos para cá, muito por influência do Bjørn, tenho assistido muito série e filme escandinavo, claro. E é impressionante como a linguagem deles é diferente do que a gente tá acostumado, principalmente se você pensa na receita americana de storyrelling: e eles viveram felizes para sempre. A fotografia também é outra, até talvez porque o próprio clima daqui seja diferente. E bem mais dark do que estamos acostumados. A edição não fica atrás com planos mais longos e mais descritivos e com menos falas.

Um outra coisa que reparei aqui é o quanto a gente consume o que os americanos consomem em termos de conteúdo televisivo ( e em termos de tudo). O que não é americano tem que fazer muito sucesso lá fora até chegar na gente. E não vou nem falar de França, Alemanha ou afins… vou ficar só na Inglaterra mesmo. Uma pergunta: Você sabe o que os ingleses assistem? Downtown Abbey e Sherlock você vai dizer rápido, mas essas foram as que chegaram até a gente né?

Voltando pra escandinávia, tem várias séries boas por aqui. A mais famosa é a Broen/Bron (The Bridge) dinamarquesa/sueca sobre os desdobramentos da investigação de um assassinato no meio da ponte que liga a capital dinamarquesa, Copenhagen, com a pacata cidade sueca de Malmö. Essa série fez tanto sucesso que os americanos adaptaram e criaram The Brigde usando a fronteira EUA/México. Os ingleses não ficaram para traz e adaptaram também criando The Tunnel, usando o túnel que liga a Inglaterra a França como local do crime.

Bron/Broen

Bron/Broen

Não posso esquecer também de The Killing, outra série dinamarquesa que também ganhou adaptação americana, com muito mais sucesso que The Bridge. Outra série dinamarquesa de sucesso é a “Borgen”, ou Government, que ouvi-se dizer, lá em 2011, que a NBC adaptaria para o inglês, mas nada mais se falou.

Os ingleses são tão aficionados por essas séries que criaram o termo de Nordic Noir, ou Scandinavian Noir,pra descrever esse tipo de narrativa que “surgiu” por aqui. São organizados encontros com os atores e o publico e a famosa série Absolutely Fabulous menciona The Killing e conta com a participação da protagonista Sarah Lund.

The Killing (US)

The Killing (US)

Em breve estréia a nova série Fortitude, inglesa, Nordic Noir, com a atriz dinamarquesa de The Killing. A conferir.

Enquanto isso fica a dica de séries que seguem esse estilo:

Vale dizer que no Brasil boa parte dessas séries estavam no NOW da Net, no canal Globosat+, podendo ver quando quiser e a hora que quiser.

Top of the Lake e True Detective são duas séries americanas que com certeza beberam dessa fonte!

E só pra acrescentar, esse movimento que reflete na tv, provavelmente vem de escandinavos que cresceram lendo crime. Quem alguma vez leu Jo Nesbø sabe o que eu to falando. Ele é norueguês e seus livros já foram traduzidos para 40 línguas e já ganhou muito prêmio. Se você gosta do gênero, corra até uma livraria e compre “O Boneco de Neve”, um dentre muitos livros. Pode me agradecer depois. Aqui eles adoram o “Påskekrim”. A Páscoa é o grande feriado deles, com muitos dias de folga. E eles gostam de usar o tempo livre  lendo, vendo ou ouvindo histórias de crime (krim). Daí o nome Påskekrim.

Depois disso tudo vocês vão entender porque fico assustada de andar por aqui.

Obs: Não indico por nada nesse mundo a versão america de The Bridge. Se está difícil arrumar legenda pra versão orginal veja a inglesa mas nem perca tempo vendo a americana. Dá pena da Diane Kruger tentando imitar a sueca Saga. A única coisa que presta nessa série toda é a abertura da série e o ator mexicano, Demian Bichir. PONTO.

Obs 2: Se você souber de alguma outra série pode compartilhar que eu arrumo tempo pra encaixar na minha grade!

Anúncios

7 comentários sobre “Nordic Noir

  1. Eliana Sa Barretto disse:

    Gaby, esse tal de Broadchurch alguem ja tinha me falado que era bom mas os outros eu vou ver se consigo
    achar no Now.
    Outro dia vi um filme noruegues/sueco muito bom tambem no Now.
    Continua assim que esta otimo!!
    Bjsss

  2. Thiago Raymondi disse:

    Gabyzinha! Li o Boneco de Neve ano passado e achei muito bom!!! No ultimo Natal minha irma me deu a continuacao, O Leopardo, que conseguiu ser muuuuito melhor! Esse foi recem lancado no Brasil e eh de 2009! Sabes dizer se ja tem outras continuacoes da saga do Harry Hole ai na Norge? Beijao!

  3. Rafael disse:

    De cabeça eu lembro dessas: whitechapel (uk), life on mars (uk), warricker (uk), rebus (uk), midsommer murders (uk), wire in the blood(uk), homicide life on the streets (eua, pra vc ver de onde saiu o the wire e o law and order), nero wolfe (eua), depois se eu lembrar de mais algumas eu posto aqui.

    • Wire in the Blood é super dificil achar pra baixar, o Rafa já tinha me falado dela… O Midsommer Murders passa aqui todo dia com o nome de Murder and Mistery, na tradução.! Kkkk é quase mais engraçado que tenso. É bem aqueles livros antigos tipo de banca, volta e meia vejo. Vou buscar o resto, mas vou acabar vendo Luther antes. Idris Elba ❤

  4. Boulinha disse:

    gabi, nunca ouvi falar de nenhuma dessas série. acho que o tema de suspense e investigacao eu prefiro filme. fiquei curiosa com o livro o boneco de neve, vou procurar.

    minha mae que gosta dessas séries. vou passar p ela.

    beijão

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s