A Burocracia Norueguesa – emigrando para Noruega.

Todo mundo que vem para a Noruega, e quem mora aqui também, reclama da tal burocracia norueguesa. Minha tese é que os noruegueses reclamam porque nunca ouviram falar da burocracia brasileira. E os brasileiros – bem, a gente sempre reclamam de tudo – reclamam porque não existe ninguém com quem eles podem falar para acelerar o processo.

Imagino que para emigrar para qualquer país seja necessário uma quantidade enorme de papel. Nunca entendemos para que eles precisam de todos esses documentos e que temos certeza que eles nunca vão olhar para todos. E cada país deve ter suas exigências e peculiaridades. Juro que não acredito que seja mais difícil emigrar para Noruega do que para os EUA, mas, nunca apliquei.

CADA CASO UM CASO:  Esse é o meu caso

Antes de começar quero deixar claro que falo do meu caso. Apliquei para o visto de permanência como família, pois sou casada com um norueguês.

Tudo o que precisa saber sobre os documentos que deve entregar você encontra no site UDI – Diretório Norueguês de Imigração. Aliás, aqui você encontra toda a informação que eles acham que você precisa para emigrar para cá. Esse é site é o principal meio de comunicação sobre o processo de emigração. E nele e através dele que você vai aplicar e acompanhar o desenvolvimento do seu pedido. Aqui não teve nenhum documento exigido que pareceu ser absurdo, apenas o necessário para provar que você é você, e que você realmente casou com que você diz ter casado. O diploma não é exigido, mas é “ponto” extra mostrar que você tem nível superior.

Outro item que acredito que seja comum à outros países é que eles querem que você tenha um “patrocinador”, que será a pessoas que irá te sustentar e prover para você enquanto você espera a resposta. E para isso eles exigem documentos que provem isso: imposto de renda, últimos contra-cheques e cópia de contrato de trabalho dessa pessoa. Com os documentos exigidos em mãos, você primeiro deve traduzí-los, juramentados, e depois levá-los ao Itamaraty para serem reconhecidos.

TODOS OS DOCUMENTOS EM MÃO

Depois de cadastrar-se no site da UDI, você imprime as fichas de inscrições, preenche um check list dos documentos que você precisa entregar e um questionário que parece bem bizarro, com perguntas do tipo se seu casamento foi arranjado, ou se você se causou com alguém da família ou se até foi forçada a se casar, mas quando você pondera com diversas cultura você entende que eles só que ter certeza do que está acontecendo.

Após TUDO em mão – parece que são milhões de papeis, mas quando você realmente tem tudo em mão até parece que você está esquecendo algum porque nem é tanta coisa assim  –  você paga uma taxa, bem salgadinha, e agenda uma visita a polícia para entregar a papelada. Quando seu dia chegar, você vai lá e entrega tudo. A pessoa recebe, diz obrigada e pronto. É isso. Você volta para sua casa e não há nada mais o que você pode fazer a não ser esperar. E esperar. E é quase um “senta lá Cláudia”. É aí que a “burocracia” começa.

ESPERA SEM FIM

Existe um tempo para processarem seu pedido e ele pode variar de acordo com o distrito policial aonde você entregou os documentos. Caso a polícia não possa processar seu pedido, ele o será feito pela UDI. Quando eu apliquei, o período de para eles analisarem o pedido era de nove meses. Porém esse tempo já aumento para 13 meses e pode voltar a mudar de novo, para mais ou para menos.Todo mês você pode acompanhar a variação no site.

A informação oficial, da página da UDI, é de que os pedidos são analisados por ordem de chegada e que todo o mês você será notificado, via e-mail, sobre o processo. O e-mail é quase automático, todo mês, no mesmo dia, eu recebo um. Cada um avisa que seu pedido ainda não foi processado e pede que eu não entre em contato pois você receberá as mesmas respostas/informações que estão no site.  Quando sua resposta sair, você será notificado. Essa é a burocracia.

Esperar e esperar sem que você possa fazer nada. Ao mesmo tempo nada disso é novidade, tirando o fato de que o tempo aumentaria. Eles falam que o tempo é longo, e o tempo inteiro, desde que comecei a procurar sobre informações soube que não existiria uma “ouvidoria”. Ainda assim foi nossa escolha aplicar e esperar. Mas vindo do Brasil, onde tem uma pessoa para tudo, é difícil não ter contato com nenhum ser humano para perguntar “e aí, falta muito pra minha vez?”.

É por isso que faço crochê! ♥

Anúncios

3 comentários sobre “A Burocracia Norueguesa – emigrando para Noruega.

  1. Joice disse:

    Rsrs, bem isso , esperar e esperar. Estou neste processo. Já sabia que demoraria, então estou tentando não sofrer com isso. A única coisa chata disso é que fui informada pela escola de norueguês que, terei que pagar para começar o curso antes do visto chegar. Enfim… lá vou eu. Rsrs. Beijos. Amei seu blog

    • Oi Joice, obrigada 🙂 A melhor opção é começar o curso mesmo, você já vai aprendendo um pouco a língua e tem algo para fazer. E fora que você não saber quanto tempo vai demorar para sair o visto. Fico feliz que tenha gostado! Volte sempre!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s