Nordic Noir

Sou viciada em séries de tv e filmes. Viciada mesmo, do tipo vejo tudo nem que seja um episódio só pra ter uma opinião. Mas o que gosto mesmo são de dramas. E uso meu trabalho como desculpa e transformo esse “guilty pleasure” em “referências de novas linguagens”. Referência é tudo, né? Então vejo tudo e, hoje em dia, não me sinto mais culpada.

De uns dois anos para cá, muito por influência do Bjørn, tenho assistido muito série e filme escandinavo, claro. E é impressionante como a linguagem deles é diferente do que a gente tá acostumado, principalmente se você pensa na receita americana de storyrelling: e eles viveram felizes para sempre. A fotografia também é outra, até talvez porque o próprio clima daqui seja diferente. E bem mais dark do que estamos acostumados. A edição não fica atrás com planos mais longos e mais descritivos e com menos falas.

Continuar lendo