Vídeo

Bergen sua linda ou: como arrumei um trabalho aqui.

Semana passada foi de acontecimentos. Foi uma semana que fiz muitos contatos e que novos projetos começaram e me fez sentir que Bergen gosta de mim.

Tudo começou através de uma amiga portuguesa que postou sobre trabalho voluntário em um festival de música experimental que vai acontecer no início de março. Só para explicar um pouco, acho que aqui é bem comum trabalho voluntário em diferentes lugares e não necessariamente só pra ajudar os que precisam. Além de diferentes festivais de música, já vi também casas de show/bares terem em seus sites um cantinho reservado para frivilling. Eu, que já estava me escrevendo para um outro festival que vai acontecer em junho, pensei em porque não me inscrever nesse também?

Continuar lendo

Anúncios

Penso, logo escrevo.

Eu não sou jornalista e escrever para mim é difícil. Nunca foi fácil. Escrever redações, em qualquer época, era o pior castigo. Ficar sentada, “presa” nunca cadeira desconfortável, pensando num tema, quase sempre escroto, politicamente correto, dentro de quatro parágrafos – introdução, argumentação, contra-argumentação e conclusão- nunca foi minha ideia de diversão. Era o professor falar “valendo” que minha cabeça virava um branco ou a paleta da pantone. E quando finalmente acabava não tinha tempo, ou paciência, de reler nada. Acho que nunca tirei 8,0 numa redação. Pra falar a verdade nunca devo ter tirado mais do que 7,0. Meu amigos sabem porque. Eu gosto de dizer que é porque tenho dificuldade em organizar ideias, mas a verdade é que, também, meu português é bem fraco.

Continuar lendo

Latte, IPA e Aking

Muito tempo sem escrever = muita coisa pra contar + um pouco de preguiça.

Desde a última nevasca e post, o tempo virou, ontem fez -6ºC mas os dias estão incríveis. O que rendeu passeio, lugares novos, e fotos lindas.

Finalmente tomei um café gostoso. Seguindo uma das dicas fui na “Det Lille Kaffekompaniet“, que como o nome sugere significa “A Pequena Companhia de Café”. Pedi um latte, single pra mim, e double, pro Bjørn acompanhado e um bolo de maça. Difícil dizer o que estava tão gostoso. O café foi tão bem tirado que nem precisei adoçar – Bjørn me ensinou que quando o café é bem tirado ele não fica tão amargo. Procede?

Latte

Latte

Continuar lendo